8 Administrar é Saber o Intervalo Entre Ação e Reação

Nada é Instantâneo no Mundo Real, Só na Teoria

Você pede desculpas ao seu marido, mas ele continua brigando.

Você traz flores para a sua esposa, só que ela não o perdoa no ato.

Infelizmente, ação e reação instantâneas só acontecem na física.

Na psicologia, nas finanças, na economia, nas empresas, nas relações de trabalho sempre existe um intervalo demorado entre ação e reação.

Não saber avaliar corretamente o intervalo de reação da sua esposa, do seu chefe ou de uma política econômica tem sido a principal causa dos conflitos entre seres humanos.

Não saber ao certo esse intervalo causa enormes problemas.

Primeiro, nunca se consegue avaliar se:

1) suas políticas fracassaram, ou se 2) você errou nas estimativas do intervalo de reação, ou se 3) você errou na dose da ação interventora.

Quando uma política econômica ou social não dá os resultados esperados, os que a implantaram invariavelmente se defendem pedindo mais tempo.

É sempre assim, nunca aceitam que erraram na política ou na medida econômica.

Aí temos o famoso problema administrativo do culpado fazer “mais do mesmo“, aumentando a taxa de juros, pedindo mais verbas para segurança e educação.

Aumentam a dose da medida em vez de abandonar a ideia por inteiro.

Aí elevam ainda mais os juros dando maiores subsídios, aumentando ainda mais os gastos públicos, e assim por diante.

Foi dessa forma que nossos juros, nossos impostos, os gastos de governo foram subindo, subindo, subindo, em vez de se mudar a política econômica.

Só quando a política está prestes a arruinar o país é que se muda a equipe e sua nefasta política.

Muitas vezes se faz o movimento diametralmente oposto, que também não é necessariamente a solução correta.

Essas duas políticas, “mais da mesma coisa” e “guinada de 180 graus“, resumem praticamente 95% das políticas econômicas implantadas neste país nos últimos 35 anos. O famoso “stop and go” que faz até parte da literatura econômica.

Agora imaginem, em vez de lidar com uma única variável, tipo juros, e seu intervalo de reação, temos que lidar com cinco ou mais variáveis ao mesmo tempo.

Quem já tomou banho de chuveiro em casa antiga sabe como é difícil ajustar a temperatura quando é grande o intervalo de reação entre abrir a torneira de água quente e ter um fluxo de água na temperatura desejada.

Requer paciência, num vai e vem sutil, requer disciplina.

Imaginem agora acertar a temperatura com cinco torneiras e cinco intervalos de reação diferentes e desconhecidos.

Isto é o que nós administradores fazemos todo dia. E não são 5 mas 50.

Tentamos calibrar a dose certa e observar os efeitos antes de agir novamente.

As doses são homeopáticas e impera a paciência.

Agora imaginem tentar controlar as duzentas variáveis necessárias para desenvolver um país.

Vamos usar todas as medidas que forem necessárias.

Mas se com uma única variável já é complicado os economistas acertarem a mão, imagine com 10 “medidas macro prudenciais“.

Lidar com 50 variáveis ao mesmo tempo é a tarefa do Administrador, uma das razões que as mulheres têm se destacado nesta área cada vez mais.

Administradores são treinados para lidar com 50 variáveis ao mesmo tempo, e não somente duas ou três como juros e câmbio, inflação e emprego.

O mundo do administrador é muito mais complexo que o do economista.

Lidar com 50 variáveis ao mesmo tempo é a seara da Administração e não se aprende isso somente em quatro anos de teoria.

License

Icon for the Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License

A Missão do Administrador by Stephen Kanitz is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License, except where otherwise noted.

Feedback/Errata

1 Response to Administrar é Saber o Intervalo Entre Ação e Reação

  1. Joice Amanda on 7 de julho de 2014 at 14:09 says:

    Essa variável só se aprende na prática, e a prática também é variável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *